O homem que mata, o homem de chora, o homem que ri.

Como entender a mente deste animal racional, sendo que os animais a maioria vivem em harmonia, se protegendo uns aos outros. Não matam senão por necessidades alimentares, ou por proteger os seus, que normalmente são pequenos e indefesos. Como entender este tal animal racional, que mata, rouba, queima, tira, desagrega, praticam todas os atos de maldades, crueldades, tudo o que não presta, tudo o que e mau, sendo que esteja no campo da vantagem para alguém, e no campo da desvantagem pro outro, sendo irmão de sangue ou não lhe e tirado o que pertence, ao outro, em beneficio de alguém. O ser humano, em sua maldade infinita, sem parâmetros, sem dignidade, sem perdão, sem misericórdia, o homem quando e para praticar atos de maldade, vandalismo, mentiras, e todas as mazelas que lhes são habituais e de todo dia, de toda hora, de todo o segundo, os seus pés se apressam. Contrariamente, quando e para praticar algum ato de beneficio ao seu semelhante, irmão, necessitado, os pés não dão nenhum passo. Como e imprestável o homem, no seu todo, sem nenhum credito ou atos que lhes abone. Todos mesquinhos e egoístas, praticadores de todos os atos desumanos e maus, sendo que os mesmos se perderam no decurso do percurso. Raças de víboras, que praticam todos os atos impróprios, de uns para os outros. Previcadores, insanos, quando lhes e necessário, fazer algum beneficio para o seu semelhante. Homens maus, alicerçados no contrario, do que e ser um amigo, ou protetor, sendo que só agem no campo da destruição. Se e para matar, matam. Se e para roubar, roubam. Se e para chorar, riem. Que maldade entranhada em seus alicerçados na sua formação, em todo o ser. Meus dos produtos em formação, e não no meio. Agindo na contramão de tudo e de todos. Procurando o que e errado, seguindo na escuridão, mesmo na luz, permanece em trevas, sendo que todas as suas obras, são más. Não se acha nenhum til, de alguma coisa, à qual, alguém, possa dizer um “A”, em favor, ou para defender, este tal animal, “racional”, como proceder, como se dirigir, como entender, como seguir, como… homem mau, e sem misericórdia, mesquinho e egoísta, se for para tirar a única camisa, à qual o mendigo, tenha. Os pés do tal animal racional. Se apressam. Quando e para agir na contramão de tudo. Correm como uma lebre em fuga. Quando e para doar algo. Os seus pés e passos, andam como “Tortugas”. O que fazer, como entender. Ou não entender. Para onde seguir, ou não seguir. Parar, tentar reconstruir, tudo, desde o começo. Parar, na bifurcação da estrada. Tentar dar um trezentos e sessenta graus, em direção à algum lugar, ou mesmo tentar retornar, para lugar, à alguma direção. Como proceder, o que fazer ou como fazer. Como o homem e mau. Faz tudo contrariamente, a ética, a ordem, a decência. O animal racional, precisa aprender, como os animais irracionais. Pois se os mesmos praticassem “um quarto”, dos benefícios em prol, da família, do lar, da ordem, da decência, os quais os animais irracionais praticam, os animais racionais, subiriam um degrau, em seus atos praticados, no seu dia a dia. E aprenderiam muito mas, com os animais irracionais. Pois eles merecem o respeito de todos os seres humanos, que são maus, egoístas, desumanos, e sem valor nenhum, diferentemente, os animais irracionais, merecem toda a dignidade, pois são os exemplos de todos os animais existentes. Sendo que são excluídos, e bem verdade que quem deveriam serem excluídos; são os que roubam, matam, prostituem, e praticam todos os atos de libertinagem, pois estes praticam o que lhes habitual, pois esta em conformidade com à sua maldade, e esta na rota de toda a construção de aprendizado, que lhes e imposta desde os primórdios, de toda a civilização dos tais seres. Sendo que em toda a sua trajetória, e a historia mostra com dados reais e exato, através da historia, atos de extrema maldade, corrupção, e de todos os tipos de malefícios, os quais foram praticados pelos tais animais racionais, ceifando a vida inclusive, dos bravos e honestos, animais irracionais. Como entender, como proceder, ou não entender, e não proceder. Mais à nos simples mortais. Devemos deixar o nosso repudio, à todos os animais racionais. E o nosso grande respeito, à todos os animais, irracionais. Vamos avante, e que aprendamos, com os animais irracionais, à sermos, mais humanos, e que tenhamos, respeito e amor, pelo o nosso próximo, que não subtraiamos, nada do que não nos pertence, e que todos os poderes desta nação, sofra um trezentos e sessenta graus, sendo que em todas as esferas, e em todos os cargos, que sejam, ou passe por uma grande substituição: que se coloquem nesses locais, ou substituam, todos os cargos em todas as esferas desta nação, por animais irracionais.

Anúncios

A grande cartada, que fechou com xeque mate.

Um povo ordeiro, sem maldade, sem rancor, sem paz, sem amor, um povo sem nada! Vitima de uma classe hipócrita, egoísta, sem caráter, sem pudor, sem amor, sem classe, sem condições nenhuma de dirigir nem a limpeza de seus banheiros totalmente sujos. Portanto este povo tem em suas mãos uma oportunidade única, de libertação, de livramento, de ter suas vidas em suas mãos, de ter o controle dos seus, e de tudo o que lhes pertence, um povo que acordou, e que não dormira mais, até que seja devolvido, tudo o que lhes pertence, o controle de suas ações, seus direitos, seus deveres para com toda a sociedade, que cada membro pertence, trazendo novamente vida e vida com liberdade, com paz, com amor, com direitos, com deveres, comunidades com o controle de seus atos, cidades medias, com o controle de suas ações, cidades grandes com o controle de seu desenvolvimento, metrópoles, com a direção de seus caminhos, juntamente com todo o sistema operante de pequenas e grandes vias, trazendo um progresso um desenvolvimento para tudo e todos, em proporções de grande alegria para um todo e para todos. Um povo que aprendeu com os erros do passado, e que não aceitam mais a covardia e apoderamento de todos os segmentos de um sistema, onde os lobos se juntaram para festejar e repartir os despojos de uma batalha, covarde, desleal, desumana, de baixo calão, como e o agir de todos os poderes, que andam na contramão deste povo ordeiro, honesto, trabalhador, puro, gentil, amoroso, amável, integro, bom. Que foi usado por todos esses dias, por classes politicas, de todos os escalões, juízes, de todos os escalões, desembargadores, de todos os escalões, funcionários públicos, de todos os escalões, sendo que são; maus, desumanos, covardes, mal caráter, sem pudor, sem respeito, sem todas as condições mínimas, de um ser humano, de baixo calão. Portanto, o povo, precisa urgentemente, se organizar, se agrupar, se unir, contra todas as mazelas, que existem em todas as unidades da federação, para tomar o controle das mãos das tais mazelas, que ora, se instalaram e se uniram, protegendo se todos os que fazem parte de todo o tipo de subtração, onde os tais lobos, independentemente do escalão em que se encontrem, usurpam sem piedade, saqueando, roubando, extorquindo, debandando, escondendo, os recursos desta gente ordeira e gentil, à qual não aprendeu a se defender, destes lobos devoradores, que já amanhecem buscando a quem possa tragar, só se satisfazem com o mal, sendo que todas as obras deles, individualmente e coletivamente, juntamente com todos os seus. São de péssima qualidade, se alegram com os maus procedimentos, amam a mentira para encobrir suas mas obras, matam milhões de seres indefesos e inofensivos, praticam todo o tipo de maldade, tudo o que e mau, todos eles praticam, sem se importar, com o seu vizinho, a pessoa que esta do seu lado. Portanto a esse povo gentil e ordeiro, só resta uma saída, apenas uma luz no final do túnel. Tomar de volta o que e seu. Serem empossados em seus verdadeiros cargos, de detentores do direito de fato. Trazer a paz, o controle, o amor, a amizade, o respeito, o pudor, tais coisas que foram perdidas com a inclusão dos tais lobos de todos os poderes, pelos detentores do direito de fato. A hora e esta, na próxima oportunidade, esse povo gentil, não poderá passar esta única oportunidade que hora estará em suas mãos, sendo que outra oportunidade, na atual conjuntura, em que se encontra o nosso belo e sofrido país, demorara um tempo longo, para um ajuste, ao qual será necessário fazer; a nossa hora chegou, vamos nos unir, tomar de volta o que e nosso, expulsar, todos os lobos existentes nos poderes, e uma chance única, talvez não teremos outra. E a ultima cartada, e o xeque mate, portanto, precisamos nos unir em prol de um bem maior, que e a nossa pátria, nossos filhos, nosso povo, o limite do limite, já se passou a anos, não temos mais o que esperar, vamos rumo norte, a vitória, que será nossa com toda certeza, o que precisamos e de mais brio, entre nós.

Todos os seres humanos, vivem de sonhos, é preciso, alimenta-los.

Onde esta Max, onde esta Lola, para onde Pietra vai. À vida como uma luz de um pequeno e antigo candeeiro, onde o seu querosene esta por quase no final, e vemos esta luz, do pequeno e velho candeeiro, quase se apagando, tentamos entender, esta lógica, que e a razão do inicio, meio e fim, não suportamos esta ultima parte, e a que mais nos distancia do racional. Como seguir este velho e pequeno candeeiro, o qual o querosene, esta por finalizar, e ao apagar deste velho e pequeno candeeiro, como segui lo, em uma noite de grande nebulosidade, à quem recorrer, sendo que estão todos debaixo do mesmo julgo. E ninguém e dono de nada aqui neste sistema, o qual todos, tem prazo para finalizar, suas atividades. Como seguir e qual direção seguir após o ultimo migalho de luz do pequeno e velho candeeiro, sendo que somos fracos e impotentes para as adversidades desta vida, aqui neste sistema impuro e cruel. Onde localizar este elo, o qual ficou parado em algum lugar desta trajetória, sendo que não há como retroceder, ou buscar uma ligação com o ontem, porque não se e dono de nada. Ao buscar as resposta para este feixe de luz, onde se inicia em um determinado grau e a cada dia, neste sistema, tende a diminui la, sendo impossível reativar com as forças de ontem, ao começar esta caminhada, como, não causar os mesmos descuido, de ontem. A busca do ser humano, por causas as quais não se podem alcança las, nos entristecem, mais a ordem e esta, e a nós, somente devemos segui las, à nós sempre será impostas, as regras, à nós, sempre será permitida, apenas. Dar prosseguimento. À nós simples mortais, não e dado este direito, temos que seguir a fila, não podemos parar. Porque conforme o andamento da fila, nos e impedido, de parar, precisamos continuar, muitas vezes nos faltam, forças, incentivos, palavras de conforte ou esperança, mais como não nos e permitido, parar, precisamos dar sempre, mais um passo, no sentido do extinto, muitas vezes rumo ao nada, sem direção, seguindo por seguir, conforme o andamento desta grande fila, que nunca para. “já dizia certa frase de uma musica, eu não posso parar, porque não tenho este direito”, andando sempre procurando este tal, porto seguro, o qual nunca encontramos, chegando; até, em nossa mente, imaginar, que o tal, não existe, são criações, de certos intelectuais, de um passado distante, somente para nos incentivar, a tal procura. Como a corrida do ouro. Ao qual muitos encontravam, o tal metal, mas com uma analise mais técnica, se verificava, que o tal metal. “era ouro de tolo”, a busca continuava, dia após dia, mês após mês, sendo que o tal metal, o qual tinha a origem e o quilate, próprio, jamais era encontrado. E a fila seguia, por muitos dias. A nos simples mortais, só nos resta! Olhar para a tal fila, que nunca para, então um dia, alguém olhará para a mesma, como nós olhamos hoje. E quando isto acontecer, então saberemos, que não fazemos mais parte desta grande fila, que nunca para, são acrescentados ou tirados dela, alguns indivíduos. Que serão substituídos por outros, e assim ela prossegue, como uma competição, onde o perdedor sai, e o ganhador entra, e amanha, este que foi ganhador hoje, será substituído por outro ganhador, e a tal fila, nunca para! Porque ela nunca tem em seu corpo, os mesmo elementos, sempre em um determinado período, são substituídos. E assim a fila segue, a vida segue, para alguns, outros não, sendo que ficam pela caminho, no decurso do percurso, e assim tudo se transforma, onde nesta transformação, são colocados elementos novos, e tirados elementos, novos de media idade ou mesmo de idade avançada, a tal fila não tem preferência ou paixão, por quem esta nesta grande fila, se analisarmos por este ângulo, ou lado, como queiram, a vantagem desta grande fila, e que ela, por não ter preferência por idade, cor, sexo, raça, etnia, clero, ela faz um nivelamento, de todo o ser, não colocando, ou separando uns dos outros, como fazem os homens na terra, que fazem esta separação, levando em consideração, ou usando métodos de avaliação e separação, baseados, no poder do tal. Que quando tem o sopro de vida, esta no topo da pirâmide, sendo tirando o sopro, e substituído por outro no topo desta mesma pirâmide. Assim sendo, à todos nós, que estamos nesta grande fila, independentemente, de classificação, vamos dar mais um passo. “não podemos desistir, porque, não temos este direito”. E a fila segue… (“Alimente, um cachorro, por três dias, ele será grato, por trinta anos. Alimente um homem, por trinta anos, ele lhe esquecerá em três dias”). Que ser racional, ainda assim prefiro os seres irracionais, são mais confiáveis e sempre poderemos contar, com eles.

Nenhum ser humano, consegue mudar o passado!

Todos os homens são iguais, porem o plantio de cada um e diferente? uns plantam boas sementes, outros plantam sementes de media germinação, mais uma grande parcela destes seres; plantam uma sementes de péssima qualidade. Logo após este plantio, vem à colheita, muitos passam a se fazer de vitimas e fazem o que lhes e habitual, transferência de responsabilidade, isto faz me lembrar de uma frase que ouvi certa vez. “tutti buona gente, ma tutti ladri”. Todos querem ser bons, ninguém quer ser mau, porem quando temos a oportunidade de fazer as tais mudanças, uma grande parte não faz. Mesmo sabendo do que vem, já prepara o seu discurso, e faz se de vitima. Mas nem tudo no futuro e possível mudar. E possível fazer as tais mudanças no presente, para que tenhamos um futuro com o menor prejuízo possível, sendo que neste mesmo futuro, de nada adiantara as reclamações por feitos executados no passado, os quais sempre trarão grandes prejuízos ao individual e ao coletivo. No presente sempre será possível fazer todas as mudanças, porem no futuro de nada adiantará tentar, pois todos as tentativas serão neutralizadas pelos atos praticados no passado. Enquanto há vida, sempre haverá esperança, sendo que após à finalização da respiração, nada mais será possível, sendo que este ser, não existira mais, nem civilmente, e muito menos como um ser que dependerá totalmente de uma força superior, para fazer as devidas transformações as quais serão de extrema necessidade, para os próximos passos, não aqui neste sistema, que já terá findado ou finalizado a sua historia, mas para uma vida plena e reta e correta. Onde o ser, precisara preencher requisitos, sem os quais, não fará parte dos graduados, pós graduados, doutorados, PHd, e por ai vai; procure fazer a sua parte, sendo que as transferências futuras, não lhes dará, ou melhor, não lhe imporá condições adversas ou contrarias, as quais, dificultará a transferência. Alguns constroem muralhas, outros cercas de arame, e muitos colocam pedaços de madeiras em circulo, todos no seu mundo, achando que estão protegidos e que nada lhes alcançarão em algum prejuízo ou perda. Mas são todos tolos! Porque a verdadeira proteção não vem do homem. Muitos buscam alargar seus horizontes, poucos se colocam na posição de conforto, e alguns ainda mantém a sua posição estática, ou de pequena força através do vencimento da inercia. Mas todos mantém suas esperanças em uma força menor, à qual não poderá fazer nada pelo futuro, ou mesmo mudar este futuro. Sendo que o passado, ou mesmo o presente não foi vencido este estado estático, através de um pequeno esforço de vencimento da inercia, através de uma força contraria para um plantio, onde não haverá uma ceifa futuramente. Então o que esperar! Não muito, sendo que o tempo passou e não foi lhe aplicado, o fator necessário para quando a necessidade chegasse, buscar no cofre os créditos, que não lhes serão dados, sendo que; na busca destes créditos, foram encontrados somente, débitos. Uma parcela mínima dos seres, buscam através da graduação, vencer este estado estático, para passar a classe, onde parece inatingível, sendo que pro proletário, tudo e possível, sendo que os degraus serão direcionado, não por mãos de homens, mas por uma força superior, um ser onde os que, os débitos sobrepõem os créditos, precisam fazer um empréstimo, não em bancos de homens, mas em um banco, onde poucos tem acesso, sendo que todos tem este direito, porem os requisitos impostos aos seres, não são compridos, e desta forma muitos saem da lista, e procuram os meios, onde parecem ser mais fáceis, porem as voltas são muito mais longas e complicadas, trazendo, dificuldades e malefícios, aos seres que a buscam de uma forma contraria, sendo que o inicio e o inicio, e muitos começam pelo fim, desta forma. O que lhe e imposto, e uma retração de ordem superior, onde o caminho, onde deve ser feito esta correção, e muito estreito e com vários níveis de dificuldade, um preço onde uma parcela grande dos seres, não estão dispostos à cumprir. Sendo de uma facilidade sem extremo, pois teremos uma força grande e infinitamente, onde tudo será ponderado e ajustado.

A união do coletivo e do individual, através do matrimonio.

Desde de ontem, civilizações que hoje não estão mais por este sistema, já fizeram suas alianças com outros povos, e esta união, se deu através do matrimonio, entre clãs, no individual e no coletivo. Através desta união de seres de sexo diferentes, trouxeram amizades entre povos civilizados e não civilizados, alavancando o elo da amizade e da união, trazendo paz entre povos e nações, de ontem e de hoje, sendo que são praticadas as mesma alianças na modernidade, trazendo união entre inimigos e amigos, quebrando paradigmas, fazendo alianças entre famílias de varias classes e das mais variadas entidades globais, trazendo com esta união, um elo perdido da chamada família moderna. Com seus problemas equacionados através do elo da aliança de união de uma família com outra. Quebrando barreiras, contendas, intrigas, deixando as mazelas do inicio, para um outro tempo, anterior ao moderno, unindo classes, raças, credos, cores, religiões, e tornando familiar todas a raça humana, em seus primórdios anteriores, e superiores, acrescentando o novo ao velho e ligando o ontem ao amanhã. Com isto trazendo paz, harmonia e desta forma unindo laços que ontem estavam desligados por mazelas dos dias anteriores, fazendo um acordo, quebrando problemas passados aos quais pareciam intransponíveis, ora ligados ou transpassados, pela união de famílias, as quais guardaram suas armas, e blindaram a um presente de paz, feito através da aliança do casamento, de seres, de um clã e outro. Unindo sangues que antes jorravam por mãos que não se importando com o sua irmandade ou amizade, ora adiquirida por meias mais maleáveis, atualizando um passado sangrento e de pouca paz. Com este acordo, houve mudanças e benefícios, não somente para grupos, mas principalmente para o individual, sendo que casais com uma carga avantajada em seu perímetro, pode dividir esta carga, repartindo em proporções iguais, tornando menos pesado o seu fardo. Que apesar das duas partes terem um problema estrutural e logístico, pode direcionar parte dos créditos e débitos, dividindo e equacionando as perdas e lucros, desta forma houve um ganho para todos os envolvidos nos ativos e nos passivos. Trazendo benefícios no individual e no coletivo. Famílias desfragmentadas, puderam se reorganizarem em meios a acordos e alianças feitas de uma forma clara e objetiva, sem deixar parágrafos, ou adendos para tras. Fazendo um ajuntamento de ordem natural e com aceite por ambos os lados de interessados. Fazendo desta forma uma aliança coletiva no individual, unindo partes ora sem sonhos reais de inserção a um sistema único e retilíneo, onde poucos são os integrantes em viagem. Desta forma havendo um ajuntamento de ordem moral e desta forma os integrantes passando a ter uma notória gama de respeito, o que antes não era observado, por parte da sociedade burguesa e capitalista, que apenas cobra e impõe pesados grãos em escala crescente, sem dar apoio moral, educacional, ou qualquer apoio a estes excluídos do sistema que cobra, sem dar nada em troca para a subsistência dos seres no individual ou no coletivo. “crescei vos e multiplicai vos”, e uma ordem, e para que isto aconteça, há necessidade de um macho e uma fêmea. E a lei, so desta forma segue a aliança, de outra forma o acordo e finalizado em alguns anos. Portanto so há um jeito e sem formula, para se prosseguir com a aliança. “dois sexos diferentes”. da forma humana, não haverá aliança. Ou poderá haver por um pouco de tempo. Uns casam, outros se dão em casamento, e desta forma se mantem o circulo da amizade e das alianças. Que serão unidas ora por laços de amizade, ou comprometimento, duelos, perdas e ganhos, em comum acordo, casamentos nos seus mais variados tipos e mitos, sem mantem através dos dias, atuais e não atuais. Porem todos, são alianças por medo ou por perda ou mesmo por união de grupos, sendo que e melhor casar do que ter inimigos, através dos laços de matrimonio, muitos ganharam ou perderam, mas sem sombra de duvida, os ganhadores foram mais numerosos do que os perdedores, e desta forma se manteve e se matem as uniões de grupos, através dos dias anteriores e posteriores. Uns vivendo por respeito ou não, mais vivendo através dos dias, e mantendo a tradição das uniões, que permanecerão por dias vindouros, onde serão evitados problemas de ordem social, financeira e de contendas entre grupos, no individual e no coletivo. Este tal gosto inexplicável, uns querem ir para china, outros pro canada, outros ainda querem se unir, em um castelo na franca, portanto, tudo isto esta relacionado a cultura da união e do relacionamento com o outro. Sendo que o mesmo seja oposto, tornando assim o segmento das alianças, que irão seguir pro dias vindouros e jamais estará em estado de estático, mesmo em tempos de crise, as uniões se relacionarão entre os seres que buscam seus objetivos, uns nascendo outros morrendo, assim segue a vida dos relacionamentos e alianças dos seres humanos, que buscam estar em um estado não estático, ou de inercia total, mas tentando vencer esta força, e se tornando mais um par nesta sociedade proletária ou burguesa, entre as camadas existente nesta sociedade que cobra, impõe, e não traz nenhum beneficio para os integrantes da mesma, mas e preciso seguir, até que o barco encalhe no meio do rio. Portanto, navegar e preciso, não podemos parar, muito menos desistir, mas um passo sempre será necessário, sendo que a fila nunca para, e esta sempre em movimento, não podemos desistir, pois não temos o direito e tal direito. E que sigamos rumo ao correto, puro, certo. Deixemos prós maus, os frutos que os mesmo vem plantando à décadas, sendo que aos mesmo em breve chegará, tal colheita. Portando estejamos preparados, e procurando fazer o que é. Correto, Puro, e Certo. E que venha o futuro, e que estejamos, ou entremos nele, com o menos de problemas possíveis. Que venha o que e correto, as alianças e acordos firmados entre o norte e o sul. E que estejamos prontos para seguir e fazer os obedecimento necessário para o bom andamento de todos.

Que o espirito do final de ano, não morre após primeiro de janeiro do ano seguinte?

Entra ano e sai ano e o discurso e o mesmo. Boas festas, amigos para sempre, vamos guardar as armas, paz e amor, respeito, unidos para sempre, troca de presentes, amigos secretos e não secretos. Um espelho da hipocrisia e demagogia, que e típico do ser humano. Algo assim, “uma brincadeira de gato e rato. Ou conversa de bêbado para delegado.” Uma falsa ilusão de que tudo esta resolvido, certo, ok e por ai vai. Crianças não morrerão de fome no próximo ano, haverá paz e harmonia em todas as esferas da sociedade. Não haverá discórdia, nem guerras, e todos os problemas de todos os seres humanos estarão resolvidos. Porque não seguir regras de etiquetas diárias; visitar, hospitais, presídios, orfanatos, asilos, praticar boas obras, não maltratar os animais, ser gentil e educado, fazer a sua parte, perante a sociedade, buscar soluções para problemas, de ordem familiar, financeira, administrativa, jurídica, estes os quais fazem todos os tipos de acepção e exclusão de todos os seres humanos em todas as esferas da sociedade. Onde o capital impera, trazendo todos os tipos de mazelas e doenças que assolam milhões de pessoas, todos os dias, não e no final do ano. Mas a cada segundo do dia, que nasce. Que este espirito, do amor, do doar, do servir, do colaborar, do acrescentar, do somar, esteja impregnado em todos os seres humanos todos os dias do ano. O medico, que ira trabalhar sorrindo e feliz, grato a Deus, por tudo o que recebeu naquele momento de vida que lhes foi dado. Não apenas sair para acumular e acumular e acumular. Como todos fazem, não somente os médicos, mas todos, que optaram pelo sistema capitalista, que não se cansa de bater recordes diários de acumulação de capital, ganhando a todo segundo do dia, e quando um ganha, com certeza o outro, perde. E quando apenas um ganha, o outro num futuro próximo deixara de existir. Porque tantos abraços, palavras de carinho e incentivo a vitória, reintegrando este ser em uma vida de prosperidade e amor, declarando paz, amor, mansidão, respeito e tudo de bom, e que em poucas horas, ao explodir dos fogos, todos voltam a uma competição, onde as regras impostas pelo capitalismo selvagem, são; ganhar, ganhar e ganhar. Sem se importar com seus semelhantes, irmãos, amigos. Como explicar estes dois lados de uma mesma moeda, qual formula para neutralizar esta metamorfose, à qual todos se submetem, aprovam e seguem. Se tornando pessoas, frias, calculistas, interesseiras, desumanas, ignorantes, falsas, mentirosas, individualistas, mesquinhas. Todas as péssimas qualidades, as quais fazem parte do dia a dia, e vocabulário de todos os seres humanos. Certa vez ouvi uma frase de um anônimo; “todo dia podia ser natal, as pessoas passam por uma transformação, voltam a ser bons e amigos, o amor esta em todos os cantos do planeta”. Realmente as pessoas passam por um momento de transe ou transformação ou ainda metamorfose, e há um grande ganho para todos, os que doam e os que recebem. O amor aflora, por todos os cantos do planeta, os inimigos guardam suas armas, as mães veem seus filhos e filhas, os amigos trocam falácias de todos os tipos, graus e números. Realmente nesta transe, mesmo que temporária, há um grande ganho para todos e todas, amigos e não amigos, à todos nós vale sonhar, ou como disse Martin Luther King, “Eu tenho um sonho”, que este sonho para todos os seres humanos, sejam, de transformar este espirito do amor, do doar, do cooperar, do somar, do acrescentar, do perdão, da humildade; não apenas por 365 ou 700 dias, mais por todos os dias de nossas vidas. Desta forma, nos tornaremos seres humanos de verdade, não acumulando tudo, conforme o capitalismo, mais repartindo o que temos, sendo que precisamos de pouco para sobreviver. Do que adianta nos sobrevivermos, enquanto nossos irmãos da África, morrem de fome, o que nós desperdiçamos, com certeza e o que eles sonhariam em ter para passar mais um dia, sem ter que sonhar comendo. Apenas um sonho de uma criança africana. Ou mesmo qualquer criança de tantas comunidade, aldeias e clãs ao redor do planeta terra. Que sonham apenas com o básico da sobrevivência humana, que e o alimento diário. “O pão nosso de cada dia”.

Sozinhos, somos guerreiros; Unidos, somos campeões?

Já ouviram esta frase! “A união faz a força”, nos só vamos nos redescobrir quando colocarmos a nossa união em pratica. Portanto vamos nos unir em prol da nação. Sendo que os que estão ai, se uniram em uma grande quadrilha organizada, sendo que todos olham como se estivessem anestesiados. Esta passividade popular de norte a sul de leste a oeste, tem nos deixados impotentes, diante das agressões do sistema, em prol de seus benefícios, nos trazendo malefícios à todos nós, cidadãos de bem, com todos os seus e nossos. Portanto precisamos desta união em prol de nossa nação, antes que seja tarde, pois o mal prevalece e cresce em esferas gigantescas, nos oprimindo, nos dizimando, trazendo ao estado inicial de tudo, sem benéficos ou privilégios, sendo que os demais não tem a preocupação por este estado atual e sim por seus próprios egos, sendo que estes sejam satisfeitos. Somos a nação, precisamos por em pratica nossos direitos, exigindo que a outra parte, mesmo sendo a parte negra da historia, cumpra com os seus deveres. Isto só será feito com a nossa participação, sem ela não se fará nada da outra parte.
Sendo que esta quadrilha esta andando na mesma direção, unida, os demais, sendo o povo detentor do direito de fato, DORME. O inimigo avança quando nos, retrocedemos, portanto precisamos ir avante, lutar por nosso pais, nosso povo, nossas etnias, nossa pátria, sendo que os usurpadores de poder, nos subtraem a todo instante, protegendo-se uns aos outros, estando todos no mesmo habitat, e seguindo suas regras, sendo que são regras arcaicas e ultrapassadas, mas que são atualizados a todo instante, vamos acordar. Vamos buscar sair deste estado estático e procurar vencer esta inercia. Olha que lindo este refrão: “O POVO UNIDO, JAMAIS SERÁ VENCIDO”. Acorda brava gente brasileira, meia dúzia de dementes, não pode vencer um país inteiro, vamos em frente, rumo norte. Que sempre será mais forte. Nos desculpe, BRASIL, por não cuidarmos bem de você. A partir de hoje, vamos fazer nossa parte. Brava gente brasileira, vamos à luta, não com armas que ferem, mas com as armas da sabedoria, desta forma vamos vencer as raposas velhas. Que são arcaicas e desatualizados. Vivem num passado distante. Você Brasil, brasileiro, terra de santa cruz, que sempre nos alimentou, nos guardou, vamos fazer a nossa parte, e juntamente com você, vamos vencer as raposas velhas, arcaicas e ultrapassadas. Vivem andando em “circulum”, sem rumo, sem direção, sem caráter, sem pudor, sem respeito, sem nada, próprio deles, que não tem nada, não podem nos oferecer o que precisamos, sendo que são nada e tem nada. Vamos acordar, brava gente brasileira. Chegou a hora.

Voyage

Vamos começar, pelo inicio, sendo que, muitos tem começado pelo final. Gerando erros que são impossíveis de serem corrigidos. Que são transformados em uma grande bola de neve, tornando-se um problema de proporções fora da realidade humana. Pessoas que transformam soluções em problemas. Fazendo o trabalho inverso, andando na contramão do correto, sendo um causador de conflitos. Quando devemos nos unir em prol do politicamente correto, da sustentabilidade, da unificação de direitos e deveres, respeitando à todos, como um só corpo. Sendo que todos nos somos parte deste corpo. Temos uma carta que nos protege, precisamos fazer à leitura diária da mesma, assim quando as velhas raposas dos poderes que estão unificados, fazendo à defesa dos navegantes do mesmo barco, sendo que todos, estão em grande debito com este belo país, os detentores do poder de fato, poderão cercar as velhas raposas dos poderes que estão unificados, e poderão destitui-las, se recolocando no seu local, onde os detentores do poder. Farão jus, à ordem e o progresso, deste belo país. Colocando todas as velhas raposas, no seu verdadeiro habitat; enquadrando todas elas, sendo que desta forma, haverá ordem e progresso, sendo que todo mal eliminado, agora não existe. Os jovens deste belo país, não terão as falcatruas das velhas raposas e dos poderes unificados, em prol do benefício dos mesmos. As partilhas dos jovens deste belo país, serão equilibradas e justas, atendendo todas as esferas da sociedade, trazendo benefício, também para os descendentes das velhas raposas e dos poderes unificados, em prol dos mesmos, que foram extintos, pelos jovens, deste belo país. Os cuidados dos jovens deste belo país com sua nova ordem, são com os descendentes, das velhas raposas e dos poderes unificados, sendo que conviveram com todo tipo falcatruas, das velhas raposas e dos poderes unificados, à tendência dos descendentes das velhas raposas e dos poderes unificados, serão para falcatruas, sendo que: “Pai e escola de filho”. Os jovens deste belo país, precisam de um controle, rígido e enérgico, para manter os descendentes das velhas raposas e dos poderes unificados, estáticos para as falcatruas, apesar da escola que os descendentes das velhas raposas e dos poderes unificados, frequentaram desde sua mocidade, nem tudo esta perdido, há esperança, de pessoas melhores na nova ordem, deste belo país, sobre a total administração dos jovens, deste belo país. Que deixaram a posição de subserviente, para os verdadeiros detentores do direito de fato, que repousa nas mãos da ordem e progresso, dos jovens deste belo país. E vamos nós nesta viagem, onde a Ordem e Progresso continuarão por dias, meses e anos.

Todos nós seres humanos, sempre nos preocupamos com viagens, antes de dormir, ao acordar se estamos preparados esta tudo correto tudo no lugar, não está faltando nada, uma ansiedade grande antes do inicio da viagem, poucos se preocupam com a viagem principal à qual todos as criaturas irão fazer um dia, pois precisamos estar sempre preparados para este dia, não se preocupem com viagens curtas do dia a dia, do vai e vem, todos nós devemos ter à preocupação da VIAGEM PRINCIPAL QUE TODOS NÓS IREMOS FAZER, pode ser hoje, amanhã, nos próximos 30 ou menos segundo, o que eu diria, Estejam na Ordem e na Decência de Deus, e no único caminho que temos; que é JESUS CRISTO.

Prazo de validade

Por que eu sempre insisto em querer o mais difícil?  somos desafiadores de nós mesmos, por isto nunca estamos satisfeitos com a situação atual, queremos sempre um divisor de aguas, mas tudo isto só é possível com à permissão do EU SOU. nosso grande Deus, busquemos à perfeição em Cristo que é o caminho, não no homem que é limitado e com prazo de validade, pensem nisto!