Um corpo, estendido sobre o asfalto escaldante da hora.

Como entender o ser humano, todos irmãos, todos unidos, todos amigos, todos compreensivos, todos amáveis. Passei à pouco por uma destas avenidas largas das cidades de belo país, que e governado por incompetentes e irresponsáveis. Um dia nublado, como alguns do mês de maio. Passo e vejo um corpo sobre o asfalto, ainda com vida, aguardando pelo socorro, que sempre vem, talvez um pouco atrasado, pela demanda que lhe e imposta, pelos governantes incompetentes e irresponsáveis. O que não e compreesivel, e um ser no seu conforto de seu carro, com ar condicionado, ar quente para os dias menos quentes, não respeitar um ser em uma situação menos confortável, e que talvez esteja correndo contra o tempo para o seu trabalho ou seu lar.
Sempre fui informado por cursos ou profissionais de transito, aos quais tenho o maior respeito, por sua contribuição a sociedade, tão necessitada e sem nenhum respaldo, ou ajuda por parte de todos os governantes incompetentes e irresponsáveis. Não são todos os agentes de transito, mais, como toda sociedade, aglomerado, clãs, etnias, classes, coletivo, ou mesmo no individual, existem, pessoas, que se preocupam com o seu próximo. Portanto se um cidadão no conforto do seu veiculo, num dia quente ou frio, por que não dar a preferencial, à um veiculo menor, no caso uma motocicleta. Como equacionar uma questão não tão seria, mas com uma complexidade de alto grau. Sendo que as normas, as leis, os procedimentos, à ordem, nem sempre e cumprido, os agressores, o que desrespeitam, tais leis, normas, procedimentos, nem sempre lhe e imputada, as responsabilidades de fato. Um corpo caído no chão, muitos dizem e dai? Nem sempre nos importamos com a questão do outro. Simplesmente! E dai! Não queremos saber da questão do outro isto e bem verdade, à nós, nada importa, sobre o outro. O que deve saber sobre este individuo, talvez não seja gente de bem. E bem mais fácil julgar, excluir, transferir a responsabilidade pelo ato praticado, a um ser menos importante, que à própria sociedade, ou mesmo o próprio estado, nunca se fez presente, para este ser. Um excluído total do sistema. O cidadão no conforto do seu carro ou lar, a ele sim! Este precisa ser protegido e de maneira nenhuma, ser responsabilizado por nada. “Facil pisar na formiga, difícil mesmo e pisar no elefante”. O corpo caído no chão, ainda continua esperando pelo SAMU, que com certeza, tem outros corpos espalhados pelas cidades deste belo país, governado por incompetentes e irresponsáveis. Um homem, negro, trabalhador de classe baixa, morando na periferia, de alguma cidade deste belo país, governado por incompetentes e irresponsáveis. Uma vitima sem nenhum credito, ou que mereça respeito ou mesmo um cuidado melhor, do jeito que estar, já esta muito bom pra ele, vai sair daqui no SAMU, será encaminhado para o pronto socorro, será medicado e vai ficar talvez um mês sem trabalhar, de boa. Diz alguém, que como sempre e conivente com o real causador do acidente. Uma pessoa que não merece credito, e com certeza e conivente, com os governantes incompetentes e irresponsáveis. Procuro saber alguma coisa sobre o corpo, que ainda continua deitado no chão. Descubro que e um trabalhador de serviços gerais, que teria trabalhado cerca de quinze horas, pois sua esposa esta gravida do quarto filho, e as coisas estão difíceis para ele e sua família. E que mesmo na condição atual, não pensa em seu estado físico, mais sim no da sua esposa gravida do quarto e filho e em seus três filhinhos, sendo, que ao me falar isto o socorro chega, falando com o comandante do SAMU, ele me relata, que estava do outro lado da cidade prestando socorro à um acidente de carro, e que fora o recolhimento deste cidadão que estava neste local, já tinha mais duas chamadas urgentes, falei pra ele e os outros carros desta unidade, não podem ajudar o senhor nestas urgências. “ele respondeu, tem três unidades como esta, que estão na oficina, faz dois meses”. Como entender, como proceder, o que fazer, como fazer. Com este belo país, governado por incompetentes e irresponsáveis.; o cidadão foi levado para o pronto socorro, o outro cidadão que estava em uma condição mais confortável também foi atendido, pelo seguro do seu carro ao qual tinha ligado, e os mesmo chegaram quase juntos; SAMU, e seguro, acompanhei o cidadão fazendo o seu relato, de uma forma desumana, desrespeitosa, com requintes de crueldade, pelo que entendi, à vitima, em sua totalidade, era este cidadão que estava no conforto de seu carro, e com um grau de segurança muito maior que o do motociclista, então como entender o ser humano, o que fazer com o ser humano, “há uma forma de recicla-lo”, talvez se aproveitem algumas unidades, ou será que se dará perca total, (PD), como entender as leis, que protegem quem não precisam, basta ter alguns numerários, e tudo estará resolvido em favor do agressor, do mal caráter, do ser que não e um ser. Onde iremos chegar, qual será o porto seguro, ou não haverá porto seguro. Sendo que estamos todos no mesmo barco. Como proceder, para onde josé, como seguir, ou vamos todos parar. Mais se pararmos, o que será de nos! Existe uma luz no fim do túnel. Ou nem existe túnel, mais a vida segue, e à nós simples mortais, e sem a presença do estado, aquele estado, governado por incompetentes e irresponsáveis. Todos nos precisamos dar mais um passo. Sendo que navegar e preciso, não podemos parar, somos como bicicletas, se pararmos, vamos cair. Portanto à todos nós, que à cada manha, saímos de nossas casas, para enfrentarmos as batalhas do dia a dia. Precisamos recorrer a mais que um estado, governado por incompetentes e irresponsáveis, precisamos recorrer a mais que os seres humanos, que estão em suas zonas de confortos, à nós! Simples mortais. Só nos resta recorrer à uma força superior à tudo o que existe. Precisamos recorrer à Jesus. Somente ele e a mais ninguém. Todos estão alienados e subservientes ao sistema e aos governantes, incompetentes e irresponsáveis. Ao povo deste belo país, a saída e a união, e o enfrentamento, para tomar a força o que lhes pertence.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s