Day Green!

Antes tarde do que nunca. Já ouviram isto? Muitos discursos, poucos recursos, cobranças de sobra. Condições de menos, quando tudo isto deve parar. Ou nunca haverá uma sobreposição, sendo que a classe dominante vão se articulando e com seus acordos sobre a atenção das trevas. Tudo vai sendo encoberto, pelo menos por enquanto. Sendo que a classe dominada, sendo de sua total maioria, menos letrada e sem condições ou sem as armas necessárias, para a imposição. E ficando a deriva,num mar revolto e sem escrúpulos pela totalidade da classe dominante, que são em sua totalidade mais unida em meios aos números, que são adquiridos de formas ilícitas, com seus acordos sobre a testemunha das trevas. Em meio a tudo isto, ressurge das cinzas, um potencial em contraposição à classe dominante, que são os jovens, que querem o seu lugar na fatia maior da classe dominante, e que se preparam, usando as armas que lhes foram disponibilizadas, apesar de fracas e obsoletas e ultrapassadas, mas eles vêm, com determinação, sendo que viveram e vivem em uma sociedade totalmente injusta, cruel, protecionista,e sem oportunidades, para os tais, a classe dominante, impõe a injustiça total, e todas as falcatruas, de que lhes são familiar. Acredito no potencial dos jovens para que haja uma mudança profunda, nos ser que perdeu tudo, e se tornaram a classe dominante. Eles não tem nada, no sentido de seres humanos. São a escoria em toda a sua totalidade. Sem nada, sendo que: são nada. A elite, classe dominante, acredita que o poder da exclusão e uma essência que vieram com eles, sendo que estão em sua totalidade enganados por suas próprias ciladas, que lhes são impostas sobre os ombros dos tais. Os jovens estão chegando pra requerer o que lhes e de direito. O seu lugar ao sol. Portanto e chegada a hora, não da força, mas da habilidade, sendo que quem está ressurgindo das cinzas, tem, pois o que lhes foi imposto, não servia apenas de veneno, mais de aprendizado, para os que souberam se sair das garras da opressão, o golpe baixo da elite, classe que pensa que e dominante. Preparem-se: e chegada a hora da ocupação. Não como forma de exclusão, mas sim da forma correta. A inclusão, sendo que quem soma, acrescenta, trazendo beneficio para o coletivo, não como a elite, que individualiza tudo, trazendo todos os benefícios para os tais. Uma nova força ressurge para ser coroado com os devidos direitos de um povo honesto, trabalhador, digno e honrado. Portanto e chegada a hora de dar honra a quem tem honra, e somente o povo brasileiro e digno de honra. Vamos passar esta pagina negra da historia do Brasil, e deixa-las num passado bem distante, e que haja menos erros num futuro próximo. Jovens; avante e sucessos.