O Pecado e o Crente.

O PECADO E O CRENTE

O significado e a gravidade do pecado é melhor compreendido pelo crente do que por qualquer outra pessoa. Ao longo de toda a narrativa bíblica, o crente é advertido contra o “pecado que tão de perto nos rodeia” Hb 12.1. e a caminhar para o alvo que é a semelhança da estatura e perfeição do Senhor que o comprou com o seu precioso sangue. Por isso, ao ouvido de cada crente, hoje, deve continuar soando a advertência solene do Mestre: “… vai e não peques mais” Jo 8.11.

É Possível o Crente Pecar¿

Para muitos crentes, a descoberta de que após aceitar a Jesus como Salvador ainda estavam sujeitos ao pecado, foi tão extraordinário quanto o próprio fato de agora saberem que eram novas criaturas.

Que é possível o crente pecar, é assunto que se salienta em toda a Escritura. Só no Novo Testamento há capítulos inteiros, como por exemplo, Romanos capítulos 7 e 8 que mostram o conflito interior do crente entre a natureza divina que nele habita, e a natureza humana, mostrando a possibilidade do crente vir a pecar se deixar de vigiar. Vem ao caso citarmos outra vez I Joáo 1.8,9.

“Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”,

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo, para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça”.

Mostramos no texto anterior que “pecados”, no singular, citado no versículo 8, é uma referência direta à natureza caída do homem, donde provêm todos os “pecados”, no plural, citado no versículo 9. É evidente, portanto, que o crente possui duas naturezas: a natureza caída. Sujeito ao pecado, e a natureza divina. Esta última é implantada no crente através da sua ligação com Cristo, a Videira Verdadeira, sobre a qual fala João 15. Enquanto a primeira natureza estiver subjugada, o crente será levado de vitória em vitória.

Qual a Causa do Pecado Crente¿

São muitas as causas porque o crente é levado à prática do pecado, porém, vamos citar apenas as três principais, e também mais conhecidas, que são:

  1. A natureza pecaminosa, Rm 8.21-25.
  2. O sistema mundial que está sob o domínio de Satanás, IIJo 2.15-17.
  3. Falta de oração e cuidadoso estudo das Escrituras, Ef 6.10-15.

O crente que relaxa o hábito da oração e da leitura e estudos da Bíblia está incorrendo em sérios riscos espirituais, podendo se tornar presa fácil do adversário.

Quais as Consequências do Pecado na Vida do Crente¿

Dentre as muitas conseqüências do pecado na vida do crente, vale destacar as seguintes:

  1. A perda da comunhão com Deus, IJo 1.5,6; Sl 51.11.
  2. Os inimigos encontram oportunidade de blasfemar de Deus, IISm 12.14.
  3. Perda do galardão, ICo 4.5; 3.13-15.
  4. Possível morte prematura, At 5.1-11; ICo 11.30.
  5. Maus exemplos, ICo 8,9,10.
  6. Destruição da fé e conseqüente morte espiritual, Rm 6.16; IJo 5.16,17.

Como o Crente Deve Tratar com o Pecado¿

Quanto ao trato que o crente deve dar ao pecado, a Bíblia recomenda que o crente deve:

  1. Reconhecê-lo, Sl 51.3.
  2. Evitá-lo, ITm 5.22.
  3. Detestá-lo, Jd 23.
  4. Resisti-lo com confiança em Deus, Tg 4.7,8.
  5. Confessá-lo, Pv 28.13.

O apóstolo João escreveu: “Filhinhos meus, estas cousas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo” IJo 2.1.

Em termos de pecado há uma grande diferença entre o ímpio e o homem perdoado, o crente. Com o crente pode acontecer um desastre espiritual, enquanto que o ímpio é um desastre em si mesmo. Ainda que haja diante do crente a possibilidade de pecar, ele sabe que não vale a pena pecar. Ele sabe que o salário do pecado é a morte, por isso mesmo procura a todo custo evitá-lo. O pecado que antes lhe era uma regra, hoje lhe é uma exceção; foi por isso que o apostolo João escreveu; “Se, todavia, alguém pecar…” Concluído o estudo desta matéria você deverá ser capaz de:

– dar a origem bíblica do pecado;

– mencionar o tríplice aspecto do caráter do primeiro pecado do homem;

– citar três, particularidades da idéia bíblica do pecado;

– definir o que são pecado original e pecado praticado;

– assinalar três causas principais do pecado do crente.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s